Jovens da IQC



Tu és uma raridade

0aa84ae60cd7f9b4a0c08391d25057db

Temos a tendência de ser ingratos. Ficamos chateados com coisas insignificantes. Se algo não acontece conforme planejamos, ficamos aborrecidos, reagimos com exagerada sensibilidade, resmungamos, reclamamos, ficamos melindrados e insatisfeitos. Mas nem nos damos conta de como a nossa vida é boa.

A Bíblia diz-nos: “Em tudo, daí graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1Ts 5.18).

Se, para efeito de comparação, reduzirmos a 100 pessoas a população mundial de mais de 6 bilhões, aplicando os mesmos critérios de proporcionalidade hoje vigentes no mundo, chegaremos aos seguintes dados:

Nesse grupo de 100 pessoas teríamos 57 asiáticos, 21 europeus, 14 americanos e 8 africanos. Entre as 100, 52 seriam mulheres e 48 homens, 30 brancas e 70 de cor, 30 cristãs e 70 não-cristãs. Seis pessoas deteriam 59% do capital mundial, e estas seriam de origem européia. Oitenta pessoas viveriam em situações quase insuportáveis. Setenta seriam analfabetas e 50 não teriam roupas para se vestir adequadamente. Uma pessoa estaria  a morrer e outra estaria a nascer. Apenas uma teria computador e outra teria diploma universitário.

Pensa no facto de que tu – muito provavelmente – fazes parte dos poucos privilegiados que vivem nesta terra e alegre-se por ser uma raridade. Pois, caso tenhas acordado com saúde hoje pela manhã, estarás em melhor situação que milhões de pessoas que não sobreviverão à próxima semana. Se nunca estiveste exposto ao perigo de uma guerra, à solidão de uma prisão, ao tormento de um suplício ou à fome insuportável, então tu vives muito melhor do que 500 milhões de pessoas. Se tu podes ir à tua igreja sem ter medo de ser molestado, preso ou perseguido, ou até de seres morto pela tua fé, estarás a viver melhor do que 3 bilhões de pessoas. Se tiveres comida no frigorífico, roupas no teu guarda-roupa, um teto sobre a tua cabeça e um lugar para dormir, então tu és mais rico que 75% dos habitantes da terra. Se tiveres dinheiro no banco, na poupança ou na tua carteira, então tu fazes parte dos 8% de abastados deste planeta. Caso os teus pais ainda sejam vivos e ainda estejam casados um com o outro, então, na realidade, tu fazes parte de uma rara minoria. Se consegues entender estas linhas, tu és uma pessoa abençoada que sabe ler, entre bilhões de pessoas analfabetas.

Com certeza temos todas as razões do mundo para praticarmos aquilo que lemos em Efésios 5.20: “dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo”. Ao mesmo tempo, devemos dedicar-nos inteiramente à tarefa de levar a mensagem da salvação, libertação e vida plena em Jesus a tantas pessoas que ainda não têm acesso a ela.

Norbert Lieth


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: