Jovens da IQC



O hábito de orar

Um soldado foi encontrado a rastejar á volta do quartel vindo dos bosques vizinhos. Levado até ao comandante oficial foi culpado de estar a comunicar-se com o inimigo. O homem afirmou que tinha ido aos bosques para orar sozinho. Foi a sua única defesa.

— Ajoelhe-se e ore agora! Você nunca precisou tanto como agora. — bradou o oficial.

Ao esperar a morte imediata, o soldado ajoelhou-se e derramou a sua alma numa eloquente oração.

— Pode ir, — disse o comandante — acredito na sua história. Se você não orasse tão frequentemente não teria feito tão bem esta oração.

A hora de aprender a nadar é quando as águas estão calmas — não quando amaré está a subir. A hora de aprender a orar como um hábito de vida é agora— não quando a maré da vida muda com repentina fúria.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: