Jovens da IQC



Intimidade na Adoração.

 A Bíblia diz que: a boca fala do que está cheio o coração (Mt 12:34). É verdade! É comum vermos pessoas cheias de ódio, rancor, ressentimentos e mágoas desferirem os seus venenos, naturalmente, através das suas palavras. Basta uma pequena oportunidade, que tais pessoas logo descarregam as suas metralhadoras verbais. Qual a razão de isto acontecer? É que na verdade tais cidadãos só estão a deixar extravasar aquilo de que estão cheios. Muitas pessoas têm as suas vidas numa briga de trânsito, por exemplo, (o que muito nos espanta), sem grandes motivos aparentes, mas na verdade, o que acontece, é que muitos homens e também mulheres, decepcionados com as suas vidas, com os seus projetos, saem à rua emocionalmente alterados, dispostos a colocar para fora as suas frustrações e na primeira situação que aparece, lá vai!

Essas situações, na maioria das vezes, não são premeditadas e sim acontecem inesperadamente, podendo atingir qualquer um de nós, o que devemos tomar muito cuidado. Ninguém força estes acontecimentos, eles simplesmente acontecem! É a reacção natural do interior de daqueles que vivem espiritualmente vazios.

Podemos traçar um paralelo neste sentido para compararmos sobre a questão da adoração! Como assim? Adorar não é simplesmente levantar as mãos na hora do culto ou expressões estapafúrdias num momento de emoção. Não! A verdadeira adoração, com intimidade e sinceridade, na verdade é um ESTILO DE VIDA! Um viver diário com atitudes de louvor, um viver que exalta o nome do Senhor Jesus. Intimidade que somente os filhos podem ter, porém, a questão é: Estamos a viver como filhos de Deus?  Relacionamo-nos com Ele como sendo o nosso Pai? Tens realmente tido momentos a sós com Deus?

Tenho percebido nas muitas igrejas por onde Deus me têm levado, que, alguns irmãos têm muita dificuldade em louvar ao Senhor. É um verdadeiro sacrifício um momento de adoração individual. Se tais pessoas forem desafiadas a falar as suas próprias palavras de louvor, sem que tenha uma referência na vida do irmão ao lado, este em muitos casos fica calado. Como na tua vida cotidiana, este irmão(ã), não se relaciona intimamente com Deus, então normalmente na hora do culto também não o fará. É por isso que digo que ADORAÇÃO É UM ESTILO DE VIDA. UM VIVER DIÁRIO DIANTE DO TRONO DE DEUS! Sendo assim, aqueles que levam uma vida devocional, certamente não terão dificuldade alguma de adorar ao Senhor em qualquer ambiente, hora ou culto.

Descubre na tua própria vida o prazer de louvar e adorar ao Senhor intimamente e sem que isso se faça sistematicamente mas sim naturalmente.

 

Raul de Sousa


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: