Jovens da IQC



Religião X Jesus

A tendência natural da nossa mente quando ouvimos falar sobre Jesus é associar a um discurso religioso. Mas, analisando os factos historicamente, veremos que a realidade não é bem assim.

Na ansiosa busca pela verdade, muitos têm fundado novas religiões, seitas, igrejas, fruto de pensamentos humanos que, alienados nas suas próprias imaginações, tem confundido as pessoas e provocado inúmeros questionamentos sobre o que é realmente o propósito de Deus para humanidade.

Achar que a religião pode nos levar até Deus é como pensar que alcançaremos o céu com uma escada de madeira. O homem está separado de Deus pelos seus pecados e não há instituições ou métodos humanos eficientes para conduzir-nos até Ele; não estou a dizer que é impossível ao homem aproximar-se de Deus, pelo contrário, a Bíblia nos diz que Jesus é o caminho, a verdade e a vida. Por meio deste Jesus que não pecou, que morreu por nós na cruz é que alcançamos o Pai.

Devido ao desconhecimento das escrituras, muitos não sabem que uma das principais atitudes que Jesus veio questionar foi a religiosidade, a falsa aparência da piedade.

Os religiosos da época de Cristo, junto com as autoridades, judeus e gentios (os não-judeus) não apenas consentiram na morte de Jesus como estavam lá para gritar:

– Crucifiquem-no! Crucifiquem-no!

Justamente estes religiosos que faziam as suas rezas nos cantos das praças, tocavam as trombetas ao darem esmolaspara serem vistos e louvados dos outros, sim, estes mesmos, por inveja crucificaram o Filho de Deus, cumprindo assim, o desígnio de Deus de que o Seu Filho, pelo Seu sangue, resgatasse muitos.

O que realmente pode mudar o coração do homem, libertando-o, salvando-o e curando-o é o próprio Filho de Deus. Sinceramente, eu não perderia o meu tempo aqui pra defender uma “religião” planeada por um homem qualquer. Os homens são falhados, não adianta. Podemos encontrar na história e nos nossos contactos diários muitas pessoas boas, mas não te enganes, só em Jesus podemos colocar a nossa confiança porque Ele não irá falhar connosco, não nos decepcionará e podemos confiar nos Seus ensinamentos sempre – eles nunca terão que ser actualizados ou “modernizados”, Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

Talvez tu que estás a ler penses: “tudo bem, eu creio nisso, mas pergunto-te: no que esta fé te difere dos demais? Será que basta ser um religioso?”

Um dia Jesus disse aos seus discípulos: sigam-me! Jesus não nos chamou para fazer parte de uma nova denominação, mas sim para seguirmos os Seus passos, vivendo como Ele viveu, sendo portadores dos Seus sentimentos aqui na terra onde muitas vezes não há esperança e tudo parece perdido devido ao afastamento das pessoas do Criador. Daqui a pouco tu estás perguntar: “Mas eu? Parecido com Jesus? Loucura!” Digo-te sem medo de errar que não é impossível e mais, este é o propósito de Deus: ter uma família na terra com muitos filhos semelhantes a Jesus.

Deus dá-te no dia de hoje uma oportunidade de conhecer verdadeiramente o Seu Filho, mas tu tens uma escolha a fazer: duvidar ou crer; perder ou vencer. Não existe o meio termo, decida-te hoje mesmo! Jesus ama-te incondicionalmente, não te esqueças! Não penses que tu já sabes o bastante, não penses que a vida que tu tens vivido é tudo o que Deus tem para ti, Deus tem uma vida abundante para ti, sem depressão, sem drogas, sem chorar de noite, sem sentimento de culpa, sem sentir um vazio no coração.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: